Algures em Abril, o Bro Pache disse que tinha uma prenda para as minhas 4 décadas de existência, passar a passagem de ano, numa cidade europeia escolhida por ele. Bem… era ele que oferecia, não me podia de fazer de esquisito…
Depois de tantas viagens juntos a procurar tupperwares nas igrejas deste País, a primeira vez que íamos os dois andar de avião juntos e calcorrear ruas alheias. O destino… exacto, o do título.
Passagem de ano e Amesterdão, drogas e red district são as referências que todas as pessoas associaram… pois.. mas em Dezembro… em bom português, é frio como o caralho, caro como a merda e bicicletas assassinas.
“É uma cidade muito bonita para fotografar”, também ouvi isso até à exaustão… eu acho que os meus amigos não vêem o tipo de fotos que eu tiro… excepto o Joao.. “Olha ali a pocinha…”. Sim, é uma cidade bonita… imago que sim.. com sol
Amesterdão na passagem de ano transforma-se… ah.. espera… surpresa… vão lá nessa data e depois ficam a perceber as reticências…
Não foi uma cidade que me tenha enchido as medidas, no entanto, espero lá voltar com sol e calor (Henrique vamos lá descobrir os maninhos). A viagem em si, sim, diz-se que só conhecemos uma pessoa realmente quando viajamos com ela… não é assim tão linear… mas ajuda, porque basicamente as pessoas em viagem tanto estão no seu melhor, como no seu pior, num curto espaço de tempo. E é sempre bom conhecer mais um pouco do Amigo que temos no coração (excepto a parte do ronco… fdx…) e saber que eles no atura sempre.
E agora… fotos… (ah… estejam à vontade se gostarem de alguma, para.. comprá-la

Deixar uma resposta

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d bloggers like this: